Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Congressos

Congresso Internacional "Almas de Pedra. Escultura Tumular" divulga Programa

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Portugal

Chamada para trabalhos, Arte, Museus e Bibliotecas, Estudos Medievais

O Instituto de Estudos Medievais (IEM) e o Instituto de História da Arte (IHA) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH/NOVA), juntamente com o Centro de Investigação e Estudos em Belas Artes (CIEBA) da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e em colaboração com o Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA) e a Câmara Municipal de Odivelas organizam o Congresso Internacional “Almas de Pedra. Escultura Tumular: da Criação à Musealização”, que decorrerá de 2 a 4 de Novembro de 2017, no MNAA, em Lisboa. As inscrições podem ser feitas até 30 de setembro de 2017.

Entendendo a escultura tumular como fonte privilegiada para o perscrutar da Idade Média e reconhecendo-lhe a sua complexidade de fenómeno simultaneamente artístico, estético, espiritual, histórico, antropológico, sociológico e cultural, pretende-se promover um debate verdadeiramente multidisciplinar em torno destas peças e dos processos que lhe deram origem. De igual modo, este congresso visa ampliar a abordagem destas esculturas, olhando-as também numa perspectiva patrimonial e museológica, através de uma atenção à materialidade das mesmas (a original e a que lhes foi frequentemente sobreposta), aos processos de restauro de que foram ou estão a ser objecto, às movimentações a que foram sujeitas e aos projectos de musealização que integraram ou poderão integrar. O texto completo de apresentação do congresso pode ser consultado em anexo.

PROGRAMA

2 de Novembro de 2017
9h00 – Registo dos Participantes
9h30 – Sessão de Abertura

10h00 – Conferência de Abertura
Clario Di Fabio (Università di Genova), Monumenti funerari italiani tra fine Due e primo Trecento: ricostruzione e musealizzazione. Problemi di metodo e casi di studio
 
Sessão 1: Os processos criativos das obras e seus agentes: da encomenda e conceção à realização final

​Sessão 1.1 Processos de criação e produção

    ​10h40 - Alessandro Cosma (La Sapienza Università di Roma), Una tomba per un santo conteso. Gli eremitani, l’arca di San Pietro in Ciel d’Oro e il “nuovo Agostino”: questioni di cronologia e iconografia
    11h00 - Marie Quillent (Université de Picardie Jules Verne), Les artisans de la mémoire et leur(s) processus de création: l’exemple des monuments funéraires du diocèse d’Amiens
    11h20 - Andrea Pala (Università degli Studi di Cagliari), La scultura funeraria nell’isola di Sardegna tra XII e XIV sec. Rapporti e interazioni con la cultura figurativa del Mediterraneo Occidentale

    11h40 - Francisco Teixeira (Universidade do Algarve), A microarquitectura nos túmulos de D. Pedro e D. Inês de Castro: “dos cadernos de modelos” à mise en abyme
    12h00 - Francisco Henriques (CIEBA, Universidade de Lisboa), Os túmulos góticos do Panteão dos Almeida em Abrantes. Estratégias de significação
    12h20 - Sophie Oosterwijk (University of St Andrews), Souls of gold, silver and bronze: precious-metal effigial tombs in medieval Europe
 
Debate: 12h40 – 13h10

14h30 – Conferência
Manuel Arias (Museu Nacional de Escultura de Valladolid), Conjuntos sepulcrales en el Museo Nacional de Escultura: de Bigarny a Leoni. Exhibición y problemática

Sessão 1.2 Imagem e contexto

    15h10 - Fabien Kommoss (University of Potsdam; University of Zurich), The Eternal Body as Tomb. Iconization of mummified masters in East Asian Chan/Zen Buddhism
    15h30 - Sabine Berger (Université Paris-Sorbonne, Centre André Chastel), Les tombeaux des conseillers du roi de France vers 1300: piété et politique sous les derniers Capétiens directs
    15h50 - Lúcia Rosas, Ana Cristina Sousa (Faculdade de Letras da Universidade do Porto), Enquanto o mundo durar: tempo, espaço e memória a partir de três estudos de caso
    16h10 - Francesca Tota (Bibliotheca Hertziana; Max Planck-Institut für Kunstgeshichte), La vittoria sulla morte. Per una nuova lettura dell’arca di re Ladislao Durazzo in San Giovanni a Carbonara a Napoli
    16h30 – Diana Lucía Gómez-Chacón (Universidad Complutense de Madrid), A Tomb for a Royal Prioress. The sepulchre of Costanza de Castilla in the National Archeological Museum of Madrid

    17h10 – David Nogales Rincón (Universidad Autónoma de Madrid), The Royal Reclining Tomb Effigy. Continuities and Discontinuities of a Funerary Model in the Crown of Castile (1252-1504)
    17h30 – Maurizio Ficari (La Sapienza Università di Roma), A cavallo nell’Aldilà. Il sepolcro di Antonio Rido in santa Maria Nova a Roma
    17h50 – Alessandro Diana (Scuola Normale Superiore, Pisa-Firenze), La rappresentazione del libro nella scultura funeraria: un’indagine critica dall’antichità al Rinascimento

 
Debate: 18h10 – 18h40
 19h00 – Visita à Colecção de Escultura do Museu Nacional de Arte Antiga

3 de Novembro de 2017
9h30 – Conferência
Susie Nash (The Courtauld Institute of Art), Time, Dust and Polish:  Dinant marble in tombs for the courts of France and Burgundy
 
Sessão 2:  A recepção das obras: usos, abusos e interpretações

Sessão 2.1 Escultura funerária e liturgia

    10h10 – Lizzie Swarbrick (University of St Andrews), “Avise la Fin”: Bishop Kennedy’s Tomb and the Performance of the Liturgy at St Salvator’s, St Andrews
    10h30 – Andrew Murray (University College London), Processional and Memorial Rituals amongst the Mourners of Philip the Bold’s Tomb

Sessão 2.2 Processos de comemoração

    11h10 – Pierre-Vincent Claverie (Centre de recherche scientifique de Chypre), Les eloges funèbres dans l’art funeraire de Terre Sainte et de Chypre à l’époque des croisades
    11h30 – Cristina Stancioiu (College of William and Mary, VA), Cypriot Funerary Portraiture in Stone ant Paint, late-13th-15th centuries
    11h50 – Luigi Tufano (Università degli studi di Napoli “Federico II” – CESURA), Le parole dei nobili. Epigrafi pseudo-parlanti e tombe nobiliari nella Napoli aragonese tra modelli culturali, propaganda politica e celebrazione familiare
    12h10 – Vanessa Bortulucce (Museu de Arte Sacra de São Paulo), Iconografia medieval na arte tumular do cemitério da Consolação e da Necrópole São Paulo
 
Debate: 12h30 – 13h00

Sessão 3: A “manipulação” das obras: intervenções, movimentações, descontextualizações

    14h30 – Elisa Eccher (Università degli Studi di Trento), Il Monumento Bossi già nella chiesa di San Marco a Milano: vicende critiche e proposte attributive
    14h50 – Jorge Prata (Universidade de Coimbra), O Património como Preservação ou Construção da Memória: a transladação dos túmulos de Pedro e Inês
    15h10 – Sonia Morales Cano (Universidad de Castilla-La Mancha), Una sepultura de alabastro convenyble a mi persona. El sepulcro de Doña Aldonza de Mendoza, domus aeterna para la memoria y la salvación
    15h30 – Lisa Rafanelli (Manhattanville College, NY/USA), Michelangelo’s Pietà and its Afterlife

Debate: 15h50 – 16h10
 
16h30 – Conferência
Truus van Bueren, Corinne van Dijk (Universitet Utrecht), Medieval Memoria Online: purpose, possibilities and pitfalls
 
Sessão 4:  Projectos de Investigação

    17h10 – Mirko Vagnoni (Université de Friburg), Royal Epiphanies. The King’s Body as Image and Its Mise-en-scène in the Medieval Mediterranean (12th-14th centuries)
    17h25 – Joana Ramôa Melo, António Candeias (NOVA FCSH; LabHercules-UÉvora), Desvendando as cores medievais. Um estudo de caso sobre policromia no final da Idade Média: a Capela do Fundador em S. Maria da Vitória, na Batalha
    17h40 – Leo Lecci, Luca Bochicchio (Università degli Studi di Genova), Staglieno, il cimitero monumentale di Genova: da centro di diffusione del gusto ottocentesco a laboratorio sperimentale di museo 2.0
    17h55 – Viviane Comunale (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho), Tipologias e o património artístico no Cemitério Consolação em São Paulo
    18h05 – Tom Verhofstadt (Epitaaf vzw, Bruxelles), An unique funerary plaster collection – The Salu Company in Laken, Brussels
 
Debate: 18h20 – 18h50
 
19h00 – Exposição dos Posters dos Projectos de Investigação

4 de Novembro de 2017
Sessão 5: Preservar as obras, preservar a memória: ações para conservação, valorização e musealização

    9h00 – Jessica Barker (University of East Anglia), The Conservation of Funerary Monuments in the Middle Ages
    9h20 – Valeria Danesi, Jacopo Curzietti (La Sapienza Università di Roma), Memorie funerarie medievali in S. Giovanni in Laterano. Un pionieristico caso di allestimento e riqualificazione nella Roma del Seicento
    9h40 – Haude Morvan (Université de Bordeaux Montaigne, UMS Ausonius), “Un des plus superbes tombeaux qui soit en France”: la fortune de la tombe clermontoise du cardinal Hugues Aycelin

    10h20 – Sophie Jugie (Département des Sculptures, Musée du Louvre), A propos du tombeau de Philippe Pot: une relecture du thème des pleurants
    10h40 – Mª Júlia Fonseca, Fernando Costa (Mosteiro de Santa Clara-a-Velha; Instituto Politécnico de Tomar), Escultura de Cristo jacente – Dificuldades de intervenção de restauro
    11h00 – Chloe Sharpe (University of York), Cemeteries as museums, museums as cemeteries: Exhibiting Spanish funerary sculpture, ca. 1900
 
Debate: 11h20 – 11h50
 
12h00 – Conclusões
 Xavier Dectot (National Museum of Scotland)

12h30 – Conferência de Encerramento
Manuel Botelho (Faculdade de Belas Artes de Lisboa), A (im)permanência do gesto
 
14h30 – Partida para visita ao Mosteiro de S. Dinis de Odivelas

Mais informações na página do Congresso Internacional “Almas de Pedra. Escultura Tumular: da Criação à Musealização” e  através do e-mail almasdepedra2017@gmail.com.

 

Informação relacionada

Outras webs de referência
Enviar Informação

Mapa de visitas