Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Congressos

Conferência internacional "Prisioneiros de guerra portugueses do século XX"

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Portugal

Chamada para trabalhos

Organização: Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa
Local: NOVA FCSH, Lisboa
Datas: 16 e 17 de Abril de 2018
Prazo para submissão de propostas: 30 de Setembro de 2017

 

Durante o século XX, milhares de militares e paramilitares portugueses foram feitos prisioneiros enquanto combatiam. Alguns viveram largos meses em cativeiro sujeitos a uma alimentação deficiente, a doenças, maus tratos e trabalhos forçados, ao isolamento e ao esquecimento. Muitos morreram nos campos de prisioneiros, devido a doença, a ferimentos mal curados, por suicídio ou assassinados pelos seus carcereiros. Outros, nunca regressaram ao país por vontade própria ou por terem sido impedidos. De vários, nunca mais se conheceu o seu paradeiro.

A experiência destes militares e paramilitares enquanto prisioneiros de guerra está pouco estudada configurando uma lacuna na historiografia portuguesa. Por ocasião do centenário da Grande Guerra e com o objectivo de estimular a investigação académica sobre a temática, este congresso internacional apresenta-se como um espaço de debate interdisciplinar onde se pretende analisar as diversas questões associadas à detenção de militares e paramilitares portugueses em contexto de luta armada. Quer em conflitos nos quais Portugal esteve oficialmente envolvido, como a I Guerra Mundial, as guerras imperiais e de descolonização (ou mesmo o caso particular de Timor entre 1941-45), quer naqueles em que portugueses integraram forças militares ou paramilitares de países estrangeiros (como no caso da Guerra Civil espanhola).

Assim, a Comissão Organizadora convida os/as interessados/as a enviarem propostas de comunicação em torno dos seguintes eixos temáticos (não exclusivos):

- contexto em que ocorreu a detenção;
- condições de alojamento nos campos de prisioneiros (disciplina, alimentação, cuidados médicos, trabalho forçado, episódios de violência e morte, relação com as forças captoras e os prisioneiros de outras nacionalidades, etc.);
- contactos político-diplomáticos relativos a prisioneiros de guerra;
- mobilização da sociedade civil e organismos internacionais no apoio aos prisioneiros de guerra; - a libertação e o regresso ao país;
- memórias do cativeiro (diários, objectos de arte, desenhos, fotografias, canções, etc.).

 

Serão aceites comunicações em Português e em Inglês. Não haverá tradução simultânea, nem serão permitidas comunicações por videoconferência.

Na proposta de comunicação devem constar o nome do/a proponente e a respectiva filiação institucional, o título da comunicação, um resumo da mesma (até 500 palavras) e uma nota biográfica (até 150 palavras).

As comunicações devem ser originais e inéditas e a sua apresentação não deverá ultrapassar os 20 minutos. Após a realização do congresso, será feita a selecção de um conjunto de textos para posterior publicação em livro. Os artigos deverão ser enviados até ao dia 1 de Junho de 2018. As normas gráficas e de formatação/apresentação serão enviadas aos/às autores/as aquando da respectiva selecção.

As propostas de comunicação devem ser enviadas para o e-mail portugueseprisoners@gmail.com até 30 de Setembro de 2017.

A comunicação dos resultados será feita até ao dia 15 de Outubro.

 

Inscrição:

€ 30 – Oradores (inclui dois almoços, coffee breaks e certificado de participação)
€ 10 – Estudantes e público em geral (inclui coffee breaks e certificado de presença)

 

A Comissão Científica e os palestrantes convidados serão anunciados em breve.

 

Comissão Organizadora:

Ana Paula Pires (IHC – NOVA FCSH e Universidade de Stanford)
António Paulo Duarte (IHC – NOVA FCSH e Instituto de Defesa Nacional)
Fátima Mariano (IHC – NOVA FCSH)
Maria José Oliveira (IHC – NOVA FCSH)
Pedro Aires Oliveira (IHC – NOVA FCSH)
Rui Aballe Vieira (IHC – NOVA FCSH)
Teresa Nunes (IHC – NOVA FCSH e FLUL)

 

Apoio:

Comissão para Evocação do Centenário da Grande Guerra

Informação relacionada

Outras webs de referência
Enviar Informação

Mapa de visitas