Sábado, 19 de Agosto de 2017

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Congressos

1º Coneli - Congresso Nacional De Estudos Da Linguagem

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Língua, Literatura, Chamada para trabalhos, Letras

O 1º Coneli - Congresso Nacional De Estudos Da Linguagem acontece na Universidade Estadual de Goiás de 30 de agosto a 1º de setembro de 2017 e terá como temática “Literatura e Formação Humana”. Os investigadores interessados em submeter resumos têm até 11 de agosto. As Comunicações são livres dentro da Área de Letras, os temas não se limitam apenas ao campo de estudos literários.

Eixo Temático

O tema tem como fundamentação o conceito de “função humanizadora”, cunhado por Antonio Candido e apresentado no já canônico A Literatura e a Formação do Homem, texto de conferência pronunciada em 1972 e, posteriormente, publicado, no mesmo ano, na revista Ciência e Cultura. Candido afirma que a Literatura teria a capacidade de “confirmar a humanidade do homem” e, para isso, se vale daquilo que, para ele, é uma de suas necessidades mais fundamentais: a necessidade universal de ficção e fantasia. De acordo com o autor, não é possível passar um dia sem fantasiar, seja por meio da leitura de um romance ou por um palpite na loteria, o que torna a fantasia tão essencial para o humano quanto alimentação ou moradia.

A fantasia, segundo Candido, por sua vez, quase nunca é pura, referindo-se quase sempre a alguma realidade, vínculo que abre caminho para a pensar a função da literatura e sua capacidade de atuar na formação e educação do indivíduo. Para o autor, a Literatura pode educar, mas não como as instituições oficiais (escola, família, igreja, etc.), ideologicamente orientadas conforme os interesses dos grupos dominantes, visando o reforço de sua concepção de vida. A Literatura, afirma ele, atua de forma indiscriminada, educando como a própria vida, com altos e baixos, luzes e sombras: faz viver. Sendo assim, privar o indivíduo do acesso ao texto literário é negá-lo um direito fundamental, contribuindo para o desequilíbrio social.

Mais informações na página do 1º Coneli.

Informação relacionada

Outras webs de referência
Enviar Informação

Mapa de visitas